Re: As articulações de Aécio para 2011

comentário postado no Nassif

e o pior é que a educação no ensino médio que fica sob a responsabilidade do estado é de matar os professores de fome e os alunos de tédio. Quando vc tem um município melhor organizado como BH é que dá pra ver como o estado trata e paga mal os seus professores. isto até o Márcio Lacerda chegar, porque a primeira providência foi desmontar a Escola Plural, uma proposta pedagógica inovadora com mais de 10 anos na rede municipal de BH pra botar no seu lugar, deixeuver, sei lá,  qualquer coisa.

na saúde vc tem aqui mesmo os links do sistema de auditoria de saúde. os relatórios são curtos e grossos, desvio de recursos federais do SUS pelo estado para aplicação financeira, entre 2 ou 3 bilhões de reais e aplicação em torno de 5% do orçamento em saúde, quando o obrigatório pela constituição é de 12%.

a blindagem do Estrago de Minas e rede gLobo e o capitão de mato Andrea Goebbels  Neves deram conta do serviço, não sai nada desfavorável ao governo do estado e quem abrir a boca está na rua. sobram as fofocas do juquinha kfouri e da torcida do Galo de que o playboy das alterosas é um brilho só.

minas está na encruzilhada do atraso, por um lado um governo inapetente e politicamente paralisado por uma liderança política que passou o tempo todo fazendo política de bastidores pra sair candidato a presidente, igual ao Serra em SP, como o Nassif já apontou. Aócio Never trabalhou, visitou a maioria dos comitês eleitorais tucanos no país todo e tem relatos de que ganharia as prévias do Serra. Sobrou para o Senado onde vai encontrar uma oposição sectária em frangalhos e uma situação governista com maioria e pouco receptiva pra dar corda em projeto alheio.

Por outro lado, se ganha o posteAsia, um técnico politicamente inexpressivo e ex-secretário de segurança, com nenhum projeto além de manter o controle da maquina do estado, a paralisia do estado pode tornar mais precária a situação na educação e saúde e comprometer a oferta de infra-estrutura para os mega-empreendimentos de mineração que estão bombando em Jeceaba, Congonhas e arredores e que já foram postados (acho que) aqui.

A atuação do estado, ruim se comparada à dinâmica da iniciativa privada, vai ficar mais comprometida ainda se comparada à ação do governo federal, de Governador Valadares pra cima, em infra-estrutura, saneamento, habitação, energia, além da criação de empregos e desenvolvimento econômico. Anastasia tem apenas quatro anos de governo, não pode se reeleger porque cumpriu seis meses de mandato como governador, tem uma enorme sombra política sobre a sua cabeça e nenhuma possibilidade de alçar vôo autônomo.

Se Aécio depender dessa vitrine e do seu trabalho no Senado, nas próximas eleições talvez esteja de volta e vai encontrar o que?

Se Hélio Costa perder para Anastasia o PT vai ter pela frente quatro anos para construir um projeto alternativo ao neo-liberalismo tucano em Minas e assumir o seu papel de oposição no estado. Nesta hipótese, Pimentel sai enfraquecido e abre espaço para Patrus, talvez apoiado por Hélio Costa e a fração majoritária do PMDB.

Mas vamos com calma porque aqui vai ter segundo turno e aí o bicho vai pegar.

Quem pode mais, Aécio ou Lula?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: